Reflexões a respeito da Ansiedade em tempos de confinamento


Nas últimas semanas nossa vida mudou drasticamente, por conta da pandemia do corona vírus (COVID-19) .

Dizem que o vírus é proveniente de um morcego. Simbolicamente podemos pensar na vida reclusa de um morcego, recolhido em sua caverna, recolhido em si mesmo. Fomos também obrigados a nos confinar em nossas casas, em nossas cavernas.

Temos vivenciado através do confinamento, a vida em família ou mesmo sozinhos, os desafios de um home-office , a divisão de tarefas do lar, as idas a farmácia ou ao mercado quando não é possível contar com o serviço de entrega, o passeio com o cachorro, a saga para encontrar uma máscara de proteção ou o aprendizado da culinária.

Outro desafio para os pais são as lições on-line dos filhos e suas dificuldades em se adequar a nova modalidade.

Em algumas famílias tudo passa a ser motivo de discussão. Estamos reaprendendo a viver em família, aprendendo a nos reinventar .

Mas, em toda dificuldade se esconde uma oportunidade, ali recolhida , difícil de enxergarmos. O que podemos fazer para ter uma qualidade de vida na quarentena preservando nossa saúde mental? Seguem algumas dicas:

  • Mantenha uma rotina diária para acordar, alimentar-se, exercitar-se , dormir, fazer compras necessárias como o mercado ou a farmácia e prefira horários de pouca aglomeração.

  • A melhor opção sempre é a entrega em casa, mas nem sempre é possível.

  • Evite ouvir notícias ruins em excesso e compartilha-las, pois pode gerar uma ansiedade desnessária.

  • Não deixe de dar atenção a sua saúde física e mental. Muitos profissionais da saúde estão trabalhando na modalidade online.

Se você tem um quadro de Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), Ansiedade Generalizada (TAG) ou algum transtorno psíquico, atenção redobrada. Fale com o seu médico para o acompanhamento do tratamento.

Fique atento ao preenchimento dos vazios internos como compras compulsivas, comer em excesso e abuso de substâncias e bebidas alcoólicas.

Falamos das perdas, mas ganhamos mais tempo para ler, estudar, aprender algo novo, exercitar-se em casa, cozinhar algo saudável, aprender a dividir tarefas, assistir séries e conversar em família. Descubra seus hobbies. Algumas pessoas por exemplo, estão aprendendo a confeccionar máscaras, pintar e desenhar.

Aprenda a fazer as suas unhas, cabelo , cuidem-se e não fiquem o dia todo de pijama.

Use a tecnologia a seu favor. Marque chamadas de vídeo, arrume-se para ver amigos ou a família. Arrume-se para você. Seja a sua melhor versão e aproveite a chance que o momento oferece. Faça terapia online, aproveite os cursos gratuitos disponibilizados pela web.

Compre dos pequenos empreendedores, ajude o seu bairro e a economia local.

Traga uma mensagem positiva para as pessoas com quem convive , não seja sempre o portador do medo e do pessimismo e índices de mortalidade. Tente olhar o futuro com aceitação e viver cada dia da melhor forma possível.

Cuide de você, resgate a sua fé, pense como você poderá se reinventar neste momento.

Um abraço,

Luciana Derenze

Psicóloga clínica especialista em psicoterapia junguiana .

www.lucianaderenze.com